Notícias

FAPCEN promove o 1º Dia de Campo J&H Sementes

“O MAIOR  DIALOGO DA INOVAÇÃO DO CAMPO COM OS PRODUTORES

Como palestrante veio um dos maiores doutores do Brasil em fisiologia de plantas, o pesquisador Dr. Elmar Floss, o Dia de Campo realizado pela JIH SEMENTES em parceria com a FAPCEN, atraiu diversos produtores e consultores de nossa região.

Com o tema, “Manejo para Altos Rendimentos na Cultura da Soja”, o Dr. Elmar Floss ponderou sobre diversas experiências e teses que participou, apresentando resultados sobre toda a necessidade de manejo no ciclo da soja, partindo de uma semente implantada no solo com alto vigor. Declarou isso diante das vitrines vivas das principais cultivares de soja plantadas no MA.TO.PI.BA.MT.MS.

De acordo com o  Dr. Floss, a cultura da soja é a que mais cresceu no Brasil. A partir de 1965 até a atual data,  é a que mais gera emprego e renda, transformando cidades e regiões, considerada como a cultura produtora de grãos de maior importância econômica ao país, gerando um PIB de 31 bilhões de dólares.

“Por que o mundo quer soja”? Questiona Dr. Floss.

Ele mesmo responde, a explicação está na ocorrência da soja ser dotada da maior fonte proteica. Como alimento humano, todo o continente Asiático e Europeu consome soja. Esta leguminosa detém 46% de proteína vegetal. Sobre como os agricultores podem superar veranicos? Dr. Floss declara as várias medidas que o agricultor deve tomar para não amargar prejuízos na lavoura. Manter o solo coberto; após colher a safra da soja ou milho, deve imediatamente colocar uma cultura de cobertura, que vai melhorar o sistema radicular da planta e aumentar a infiltração de água que consequentemente melhora a estrutura física do solo. Quando vier o veranico, o solo terá mais água, explica Dr.Floss. Também a escolha de cultivares mais adaptadas à região, com maior rusticidade em relação aos veranicos. E por último, aconselha aos produtores, utilizar sementes de alto vigor, porque elas germinam mais rápido e uniforme, resultando numa planta vigorosa que enraíza e ramifica muito mais, assim, vai buscar água em maior profundidade. O palestrante demonstrou resultados de pesquisa em percentuais de Vigor, de sementes que alcançam grande produtividade na lavoura. Ele também apresentou, a necessidade de aplicar produtos à base de aminoácidos e de hormônios, o produtor tomando esses cuidados na agricultura, pode perfeitamente num período de 15 a 20 dias minimizar o efeito de stress e sustentar a lavoura.

A empresa J&H Sementes é uma das maiores sementeiras do Brasil, instalada em Correntina – Bahia, com mais de 25 anos de experiência no mercado de sementes, com um banco genético das cultivares de soja; Nidera, Monsanto, TMG e Embrapa.            Através de inovações tecnológicas, conciliou produtividade, rentabilidade e redução no impacto ambiental.

Mostre mais

Artigos Relacionados